Arquivo

Archive for the ‘Qualificação’ Category

Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix 2009 – Qualificação

9 de Novembro de 2009 Deixe um comentário

Começa a altura das recuperações do tempo perdido. Depois de não me ter corrido lá muito bem os últimos dias, aproveito para dizer duas coisas: irei começar a recuperação com uma média de um post por dia, e aproveitarei a calma pré-temporada ao anuário.

Enfim, comecemos. Notem que as análises que vou fazer serão feitas como se fossem dadas no momento, ou seja, nesta análise falarei como se a corrida não tivesse sido já disputada. Ler mais…

Anúncios

Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2009 – Qualificação

18 de Outubro de 2009 1 comentário

Numa das sessões de qualificação mais demoradas da história (não digo a mais demorada porque não tenho a certeza), que durou aproximadamente 3 horas, Rubens Barrichello conseguiu pole position no seu território e relança o mundial com as péssimas performances de Button e Vettel.

Depois de termos voltado a ver Button e a sua família super descontraídos durante a 6ª feira e um Vettel sorridente, tudo mudou com as caras sombrias de regresso aos dois homens que lutam pelo título. Vettel perdeu o título, e mesmo com chuva é demasiado anormal que consiga um pódio no circuito… A não ser que Webber se estampe contra o muro, claro!

Título com novo fôlego

A brilhante performance de Barrichello aliada à sorte que teve na Q2, ao acabar em 10º com a ameaça de Kobayashi o mandar para fora a acabar com um erro do japonês na parte final da prova.

Button e Vettel fizeram péssimos resultados quando tinham evidenciado bons resultados durante os treinos livres. Jenson ainda se compreendeu porque nunca foi bom à chuva (apesar da 1ª vitória na Hungria), mas Sebastian tinham a fama do mestre da chuva, e o modo como parou o carro nas boxes diz tudo: adeus título…

Ameaças a Barrichello

Para ameaçar o “conto de fadas” de Rubinho em casa, estão Webber, Sutil e Trulli que parecem ter os carros, as capacidades e as estratégias para conseguirem incomodar bastante o brasileiro.

Apesar de não ter ficado muito claro o que Mark Webber deverá fazer na corrida para ajudar a equipa e Vettel a conseguirem atrasar a decisão, o simples facto de o australiano estar mais pesado que Rubens deverá dar o bom espectáculo na largada.

Sutil e Trulli têm mostrado não estarem apenas a fazer figura na F1 nas últimas provas, mas é óbvio que ambos devem ser levados a sério. No entanto a motivação inconstante de Jarno e os excessivos erros sob pressão de Adrian (Shangai e Nurburgring) mostram que os seus principais adversários serão eles próprios!

Toro Rosso e Williams aos pontos…

Depois de ter passado toda a segunda parte da época na cauda do pelotão com as melhorias da Force India, a Toro Rosso esteve bastante bem em Interlagos mesmo com o line-up inexperiente, com Alguersuari a ficar na Q2, e Buemi a partir de 6º lugar (a sua melhor qualificação de sempre) mesmo sendo o mais pesado da Q3!

Já Williams mostrava ser a mais forte candidata à pole position na Q1 e Q2, mas inexplicavelmente e apesar de terem uma estratégia igual aos do topo ficaram em 7º e 9º.

Mau tempo e acidentes assustam a FIA

Depois de termos achado que tínhamos atingido o fundo do poço com a qualificação do GP do Japão, creio que conhecemos profundidades maiores em Interlagos… O mau tempo já tinha feito das suas no 3º treino livre, mas na qualificação foi o descalabro.

Fisichella rodou e o motor morreu e bloqueou a pista. Aí entendeu-se a demora para recomeçar. Depois começou a Q2, e Liuzzi perdeu o controle na recta da meta. Apesar da esctaculariedade do acidente, o italiano saiu a pé.

Aí sim creio que foi um disparate aquele tempo imenso (quase uma hora) que os comissários perderam para finalmente recomeçarem o treino, quando, na minha opinião, as condições não estavam assim tão melhores na hora do recomeço…

“Os comissários da FIA são como as velhinhas, cheios de cautelas excessivas,
e enquanto isso não mudar vamos ter mais cenas tristas como as de hoje…”

Jaques Laffite sobre o GP da China

E não é que ele tinha razão…

Leia também:
Fuji Television Japanese Grand Prix 2009 – Qualificação
Singtel Singapore Grand Prix 2009 – Qualificação
Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação

Post anterior: Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2009 – Previsões

Fuji Television Japanese Grand Prix 2009 – Qualificação

4 de Outubro de 2009 Deixe um comentário

(Post atrasado por problemas com o servidor, e a informação apenas actualizada até às 20h de Portugal)

Uma sessão absolutamente caótica no Japão na madrugada deste Sábado, que acabou com 3 interrupções, vários acidentes, e ainda mais penalizações à mistura. No entanto, na minha, opinião, não bateu a qualificação do Nurburgring como a melhor da temporada.

Vettel conseguiu colocar a Red Bull de volta às pole positions num circuito em que já se sabia que os RB5 iriam ser a referência. A estratégia também favorece o alemão sendo vital para se manter na frente do KERS de Hamilton. O grid acabou por ficar todo “partido” e coloca uma corrida muito interessante para amanhã!

Acidentes e penalizações são lei

Nunca tinha visto semelhante coisa: uma sessão de qualificação na qual os tempos quase não contaram para nada! A Q1 foi a única sessão a decorrer naturalmente, com os resultados a não serem grande surpresa tendo em conta as previsões. A partir daí… foi o salve-se quem puder!

Na Q2 dois acidentes com intervalos de 3 minutos e meio colocaram o pelotão inteiro em apuros, com os Brawn a terem sido penalizados por passarem pelas bandeiras do acidentado Buemi, tal como Alonso e Sutil…

Vettel agarra a oportunidade

Depois de Webber ter inutilizado o seu carros, o alemão tinha nas mãos a responsabilidade de mostrar o nível dos RB5. Dito e feito! Em todas as sessões qualificativas, Sebastian foi o mais rápido, superiorizando-se aos adversários que estiveram bem perto no final. Depois de ter sido aldrabado em Singapura pela FIA, ei-lo a dar uma resposta válida!

Já o seu companheiro não fez nada de válido, ficando (novamente) mal, não conseguindo qualificar-se devido a um erro seu nos treinos da manhã que danificaram gravemente o carro…

Rosberg e Kubica beneficiam

Quem saiu muito bem nesta história das penalizações foram Rosberg e Kubica, que podendo escolher uma estratégia de paragem tardia por terem ficado na Q2. A subida em detrimento de outros caiu que nem ginjas e têm hipóteses muito realistas de chegar à vitória, pois estão para mais 10 voltas que os da frente e não muito longe.

Sortes distintas entre companheiros

Em Toyota, McLaren e Ferrari as coisas foram de extremos: enquanto Trulli brilhou em levar o carro com quase tanta gasolina como os rivais até ao 2º posto, Glock perdeu o controlo e corre o risco de ficar de fora não só na corrida como no resto da temporada; Hamilton tem hipóteses de vitória e Kovalainen vai partir de 13º.

O mais nivelado foi na Ferrari: Kimi chegou em 5º com algumas penalizações de outros, e Fisichella não saiu da Q1, mas beneficia do facto de quase todos os penalizados terem ficado abaixo de si para estar perto do Top Ten…

Agora sim, Toro Rosso melhora

Depois de muitas promessas, os carros da segunda equipa da Red Bull deram um ar da sua graça, pois apesar de ambos os pilotos terem danificado os carros durante a qualificação (duas vezes no caso de Buemi) nenhum deles se ficou pela Q1. Um verdadeiro feito!

Alguersuari finalmente conseguiu mostrar que não foi apenas escolhido por ser jovem, espanhol e no programa Red Bull (apesar de ajudar), indo até ao Top Ten graças às falhas e problemas dos outros.

Leia também:
Singtel Singapore Grand Prix 2009 – Qualificação
Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação
ING Belgian Grand Prix 2009 – Qualificação

Post anterior: Fuji Television Japanese Grand Prix 2009 – Previsões

Singtel Singapore Grand Prix 2009 – Qualificação

26 de Setembro de 2009 Deixe um comentário

Mais uma brilhante sessão de qualificação de Lewis Hamilton que voltou a aproveitar a boa forma da McLaren para conseguir a 3ª pole position da temporada na segunda vez que os carros voltaram a correr à noite num GP.

Apesar de ter sido interrompida pelo acidente de Barrichello na Q3, a sessão tinha apenas 27 segundos para terminar, e os comissários deram-na por terminada logo de seguida. Isto impediu que víssemos um grande duelo pela pole entre Hamilton, Vettel e Rosberg nos momentos finais, mas permitiu que outros não perdessem posições para carros mais rápidos.

Candidatos: Red Bull melhora, Brawn mal

Tanto a Brawn (com o novo patrocínio da Canon) como a Red Bull conseguiram ter fins-de-semana aceitáveis até à altura da qualificação, mas enquanto os austríacos conseguiram voltar aos primeiros lugares, a equipa de Ross Brawn ficou no meio da tabela…

Webber impressionou no último momento da Q2, mas tirando isso passou o tempo todo na sombra de Vettel. O alemão brilhou, pois agora que percebeu que não ganhará o título sendo cauteloso, decidiu acabar a época em grande mesmo que não ganhe o título!

Já a dupla Brawn terá que se recompor: Button não continuou a forma vista em Monza, estando de novo arrastado para o fundo do poço, ficando novamente na Q2. Barrichello tinha tudo para partir da primeira fila, mas um erro levou-o a embater no muro, e mesmo partindo à frente do companheiro com a penalização de troca da caixa de velocidades, podia ter aproveitado melhor o dia-não de Jenson…

Recuperação da Williams, queda da Ferrari

Depois de ter grandes dúvidas acerca da sua competitividade em Monza, a Williams regressou em força para a frente do pelotão por pouco não voltando a fazer uma pole position! Rosberg partirá pela primeira vez da 1ª fila do grid, e vejamos os pesos porque depois de (em teoria e não-oficialmente) ter ganho o ano passado na sua opinião, tem a hipótese de o voltar a fazer este ano…

Já o seu colega continua a ser uma chicane ambulante, que não deverá ter mercado algum para o ano, nem mesmo na Toyota!

Já a Ferrari fez o caminho inverso, provavelmente terminando assim os pódios consecutivos, porque a não ser que Raikkonen esteja leve e Fisichella se estampe depois do seu reabastecimento creio que até pontos serão complicados…

“Físico” até esteve bem tendo em conta que apenas usou o carro uma vez há duas semanas, e que o F60 perdeu muita competitividade em Singapura, por isso desenganasse quem diz que Badoer se está a rir pois o italiano nem com o melhor carro saiu de último em Spa!

Bom trabalho para McLaren e BMW

As duas equipas de motores alemães estiveram bem na sessão, com as últimas alterações do ano para ambas a surtirem efeito. A McLaren viu Kovalainen no último lugar da Q3, pois o finlandês perdeu a sua segunda tentativa devido ao acidente de Barrichello, no entanto coube a Hamilton mostrar o potencial dos MP4-24. Ou terá sido uma questão de peso?

Já a BMW colocou fortes avanços aerodinâmicos e se estiverem pesados podem chegar ao pódio com facilidade…

Extremos opostos e desilusões

Toyota e Renault foram extremos opostos internos, pois enquanto Alonso e Glock chegaram à Q3 em boas posições, Grosjean e Trulli fizeram muito mal. Apesar do escândalo “Renaultgate” ter deixado marcas brancas (literalmente) na equipa, o carro (pelo menos nas mãos de Alonso) esteve bem.

Já Force India e Toro Rosso estiveram também estranhas em relação ao habitual. Enquanto os indianos abandonavam a frente do grid para “os velhos tempos”, a segunda equipa da Red Bull conseguiu melhorar um pouco levando pela primeira vez em muito tempo um carro até à Q2.

Leia também:

Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Pontuação
Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Corrida
Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação

Post anterior: Capa Autosport – Renault F1 em risco!
Post seguinte: Singtel Singapore Grand Prix 2009 – Corrida

Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação

12 de Setembro de 2009 Deixe um comentário

Após bastantes surpresas na última sessão de qualificação na Bélgica, foi a vez do histórico circuito de Monza nos pregar umas valentes surpresas. Lewis Hamilton conseguiu recuperar a sua competitividade em solo italiano com umas subidas aos novos correctores que deixaram Jenson Button estupefacto!

A verdade é que este fim-de-semana tem tudo para ser cheio de surpresas, pois a juntar ao grid quase aleatório do qual figuram Williams no fundo da grelha, e Force Indias na primeira fila; a prova de GP2 teve que ser atrasado devido a uma forte chuvada e isso poderá causar mais “um GP da China”: seco na qualificação, encharcado na corrida…

Exibição impressionante da Mercedes

Têm sido colocadas grandes questões acerca das decisões de expansão da Mercedes, que colocariam 4 equipas sob o seu aval, mas que correriam o risco de colocar a F1 como monopólio dos alemães, numa altura em que os pneus são idênticos para todas as equipas, e que mais montadoras vão ao ar.

Os homens da marca nada fizeram para aligeirar essa questão, com todos os 7 primeiros (à excepção de Raikkonen em 3º) a serem equipados com os propulsores em questão… Os Force India, McLaren e Brawn realmente podem agradecer as suas prestações em Monza à Mercedes, pois o circuito costuma exigir muito pouco da aerodinâmica, e mais de potência.

Enquanto os dois primeiros se mostraram sempre no topo das tabelas, a Brawn foi um pouco mais discreta. No entanto não coloquem em questão o potencial da equipa britânica, porque tudo indica que deverão mesmo estar com uma estratégia de uma paragem, contra as de duas dos da frente. E, a julgar pela satisfação estampada no rosto de Barrichello: deverá ser o brasileiro o mais pesado dos dois…

A prata da casa

Para os “tiffozi” o dia não foi tão bom como o esperado pois os Ferrari não conseguiram a pole position. Raikkonen esteve lá perto, mas acho que está mais leve que os que estão à sua frente, pois afirmou estar desagradado com o seu lugar… Já “Físico” acabou em 14º lugar, no entanto não o podemos julgar apenas pela posição.

O italiano esteve bem no 1º treino livro, mas errou no acerto do carro para o 2º. Hoje de manhã, esteve a tentar resolver o assunto, mas saiu de pista na Parabólica o que lhe causou grandes atrasos, logo, este 14º posto a 0,5s de Kimi já foi conquistado com muito suor, com o seu engenheiro a dar-lhe os parabéns pela posição.

Já para os lados da Toyota, com o piloto da casa (Trulli) as coisas não foram tão animadoras. Os japoneses continuam a sua travessia pelo deserto, com Glock a ficar logo na Q1, e Trulli não conseguiu sair da Q2. Apesar de Timo insistir que apenas não passou devido ao trânsito que apanhou na sua volta rápida, os motores nipónicos não são nada potentes em comparação com os Mercedes ou Ferrari…

Vitantonio Liuzzi acabou por ser, por tudo isto, a estrela improvável para o público italiano acabando em grande a sua volta às pistas. A verdade é que o substituto de Fisichella conseguiu uma boa exibição com um carro com que contactou pouco e após uma ausência em GP’s de 2 anos… Badoer, Alguersuari e Grosjean deveriam anotar.

Expectativas falsas

BMW, Red Bull e Renault apostavam em grande para este fim-de-semana, no entanto nada disso aconteceu. Problemas de motor, falhanços técnicos e aerodinâmicos acabaram com todas as aspirações destes três…

A BMW tinha tudo para repetir os sucessos de Spa, e os treinos livres pareciam dar razão a isso, mas duas falhas de motores acabaram com a moral da equipa, e resta saber se terão que perder 5 posições para troca a caixa de velocidades… Já a Red Bull parece nunca mais encontrar o ritmo de Silverstone e Nurburgring, devendo o título discutir-se entre os pilotos da Brawn…

A Renault vinha com o regresso do KERS para Monza na esperança de preciosos pontos, mas apesar de um bom 2º treino de Sexta, acabaram por regredir para o meio da tabela, mesmo com o grande ajudante “boost” que o sistema de energia fornece… Deram a ideia de estarem mais preocupados com o “Renaultgate” do que com as performances!

No fundo do poço

Williams e Toro Rosso cumpriram o seu papel e aquilo que todos esperávamos: andaram muito mal…

Enquanto os britânicos podem culpar o motor por todos os seu devaneios, os italianos têm problemas mais graves, pois começam a ser presenças regulares nos últimos lugares, com os principais destaques do fim-de-semana a serem os desentendimentos entre Hamilton e Buemi devido a um deles ter bloqueado o outro, e Alguersuari ter trocado a cx. de velocidades, mas não perderá qualquer posição já que se classificou em último…

ING Belgian Grand Prix 2009 – Qualificação

29 de Agosto de 2009 Deixe um comentário

Foto: F1 Fanatic

Imprevisível ao máximo, a qualificação para o GP da Bélgica foi carregado de expectativa. A pole position de Giancarlo Fisichella foi absolutamente imprevista, pois assim que o italiano fez aquele tempo, achámos logo que Trulli e Barrichello acabariam por batê-lo. Mas, incrivelmente nenhum dos dois o superou, o que para Rubens é péssimo: estava mais leve que Giancarlo…

O companheiro de “Físico” ficou na Q2, mas mesmo assim comprovou a boa forma dos Force India ao ficar perto do companheiro nessa sessão, e batendo alguns dos nomes que se apostaram para a pole.

Foto: GP Update

Numa altura em que nos preocupamos em saber se Toyota e BMW estarão no grid de 2010 (se bem que a BMW terá outro nome…) ambas as marcas conseguiram brilhar e recuperar o ritmo evidenciado no início do ano (Toyota) e de 2008 (BMW). Trulli e Heidfeld deverão conseguir terminar na frente de Fisichella, com os seus companheiros a terem boas perspectivas de pontos.

Após a recuperação em Valência, a Brawn esteve patética, em especial com Button. Após uma reacção irritada, quando na 5ª feira lhe perguntaram se queria mesmo o título, Jenson voltou a desapontar, e pela primeira vez este ano ficou na Q2… O seu companheiro, apesar de ter chegado a 4º, tinha menos gasolina que Fisichella, ou seja: os BGP001 nem chegam ao ritmo dos VJM-02…

Foto: GP Update

Após terem evidenciado ritmos fortes nas últimas corridas deste ano, a Ferrari e a McLaren não estiveram como o esperado. Apesar de não tão maus como os britânicos, os lados da Scuderia apenas chegaram à Q3 com Raikkonen, e o finlandês é chamado de “Mestre de Spa”… No entanto, a estratégia deverá colocá-lo na luta pela vitória.

Badoer voltou a ficar em último, saindo de pista na última tentativa, danificando o carro. Provavelmente a sua última corrida na F1… Apesar da promessa dos treinos livres, a McLaren lutou só para sair da Q1, com os MP4-24 a não estarem no nível visto em Valência.

Foto: Motorsport

Depois de não terem pontuado no GP europeu, esperava-se uma resposta (digna desse nome) em Spa. No entanto, mais problemas de motor, desta vez para Webber, colocaram-nos no final da Q3… As curvas de alta velocidade, levaram a equipa a colocar o “bico” mais estreito de novo (ver foto acima). A Williams foi só contrastes com Nico Rosberg, bem cheio e no último lugar da Q3, a poder ter chances de pódio. Nakajima confirmou o péssimo andamento da manhã, batendo apenas Grosjean e Badoer, o que, diga-se de passagem, é muito pouco…

Uma descida de performance colocou um fim, aos sonhos da Renault, com Alonso na Q2 (nunca andou bem durante o fim-de-semana), e Grosjean ficou muito aquém do ritmo da manhã, batendo apenas Badoer, que é mesmo que ficar em último! A Toro Rosso não melhorou muito, mas os erros e falhas técnicas dos outros afastaram-nos um pouco do fim da grelha.

Foto: Motosport

Nota final também para a mensagem dos adeptos para a Ferrari na foto abaixo: “A minha avó é mais rápida do que o Luca [Badoer] com um Ferrari”. Depois a aparece a nota: “Vergonhoso!”

Foto: GP UpdateFoto: GP Update

Telefónica Grand Prix of Europe – Qualificação

22 de Agosto de 2009 Deixe um comentário

E, parece que a McLaren voltou para ficar… Após o grandioso fim-de-semana húngaro, a equipa monopolizou a primeira fila do grid, com Hamilton a mostrar-se superior (apesar de várias saídas de pista) durante todas as sessões, dando-se ao luxo de fazer apenas 1 volta na Q1 e Q2! Algo bastante perigoso este ano, como Raikkonen e Massa podem confirmar após ficarem na Q1 em algumas qualificações…

Kovalainen podia ter chegado à pole, mas um erro na última curva roubou-lhe a possibilidade… Na partido, os MP4-24 deverão continuar na frente graças ao KERS! A outra equipa que deverá discutir a vitória, a Brawn, conseguiu colocar Barrichello (que correu com uma homenagem a Massa) e Button em 3º e 5º, respectivamente. Brilhante, tendo em conta terem mais combustível. Poderão ganhar, se ficarem próximos dos McLaren até aos reabastecimentos.

Red Bull vai tentar minimizar os estragos, pois, como já se esperava Vettel e Webber não parecem ter andamento para o pódio neste fim-de-semana. Sebastian poderá ter complicado as contas do campeonato por causa de ter menos um motor disponível com o seu grande estoiro da manhã… Badoer ficou a milhas do estreante Alguersuari, e muito mais de Hamilton (3s). A “prenda” de Badoer poderá dar-lhe menos fama na F1, e esta já não é grande… Raikkonen minimizou os estragos de um fim-de-semana fraco para a Scuderia. Os cavalos extra poderão ganhar-lhe 2 posições na largada.

A Williams e a Renault deram a entender que poderiam desafiar os grandes, mas ficaram-se pela intenção. Alonso deu a entender que ia leve para a pole, mas não o fez; Rosberg poderá subir lugares, pois apesar da posição mais baixa está mais cheio; Nakajima teve problemas técnicos que o deixaram na Q1; e Grosjean até nem fez mal para um estreante. Tendo em conta que Piquet ficava muitas vezes na Q1, até está excelente a performance do francês.

Apesar dos sinais indicados nos treinos livres, a Toyota esteve muito mal durante a qualificação. Os dois carros apenas foram mais rápidos que Badoer durante muito tempo (o que não é feito…) com Trulli a ficar logo na Q1, e Glock passou mas não foi além de 13º. A BMW adoptou uma nova carenagem, com a famosa “barbatana de tubarão”, quando tinha sido das poucas a não o fazer em 2008. As melhoras surtiram algum efeito, levando Kubica à Q3, e Heidfeld estava quase lá…

Toro Rosso cumpriu o ritmo habitual: Buemi a ir até onde o carro permite, e Alguersuari a não evidenciar grande talento… A Force India está a melhorar rapidamente, com Sutil a ter passado à Q2, e Fisichella quase a chegar lá! Mesmo assim, esperava-se mais da equipa depois do treino da manhã. Sutil merece um posto melhor para 2010, mas não vou ao exagero de dizer McLaren…