Arquivo

Archive for the ‘Jarno Trulli’ Category

Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2009 – Qualificação

18 de Outubro de 2009 1 comentário

Numa das sessões de qualificação mais demoradas da história (não digo a mais demorada porque não tenho a certeza), que durou aproximadamente 3 horas, Rubens Barrichello conseguiu pole position no seu território e relança o mundial com as péssimas performances de Button e Vettel.

Depois de termos voltado a ver Button e a sua família super descontraídos durante a 6ª feira e um Vettel sorridente, tudo mudou com as caras sombrias de regresso aos dois homens que lutam pelo título. Vettel perdeu o título, e mesmo com chuva é demasiado anormal que consiga um pódio no circuito… A não ser que Webber se estampe contra o muro, claro!

Título com novo fôlego

A brilhante performance de Barrichello aliada à sorte que teve na Q2, ao acabar em 10º com a ameaça de Kobayashi o mandar para fora a acabar com um erro do japonês na parte final da prova.

Button e Vettel fizeram péssimos resultados quando tinham evidenciado bons resultados durante os treinos livres. Jenson ainda se compreendeu porque nunca foi bom à chuva (apesar da 1ª vitória na Hungria), mas Sebastian tinham a fama do mestre da chuva, e o modo como parou o carro nas boxes diz tudo: adeus título…

Ameaças a Barrichello

Para ameaçar o “conto de fadas” de Rubinho em casa, estão Webber, Sutil e Trulli que parecem ter os carros, as capacidades e as estratégias para conseguirem incomodar bastante o brasileiro.

Apesar de não ter ficado muito claro o que Mark Webber deverá fazer na corrida para ajudar a equipa e Vettel a conseguirem atrasar a decisão, o simples facto de o australiano estar mais pesado que Rubens deverá dar o bom espectáculo na largada.

Sutil e Trulli têm mostrado não estarem apenas a fazer figura na F1 nas últimas provas, mas é óbvio que ambos devem ser levados a sério. No entanto a motivação inconstante de Jarno e os excessivos erros sob pressão de Adrian (Shangai e Nurburgring) mostram que os seus principais adversários serão eles próprios!

Toro Rosso e Williams aos pontos…

Depois de ter passado toda a segunda parte da época na cauda do pelotão com as melhorias da Force India, a Toro Rosso esteve bastante bem em Interlagos mesmo com o line-up inexperiente, com Alguersuari a ficar na Q2, e Buemi a partir de 6º lugar (a sua melhor qualificação de sempre) mesmo sendo o mais pesado da Q3!

Já Williams mostrava ser a mais forte candidata à pole position na Q1 e Q2, mas inexplicavelmente e apesar de terem uma estratégia igual aos do topo ficaram em 7º e 9º.

Mau tempo e acidentes assustam a FIA

Depois de termos achado que tínhamos atingido o fundo do poço com a qualificação do GP do Japão, creio que conhecemos profundidades maiores em Interlagos… O mau tempo já tinha feito das suas no 3º treino livre, mas na qualificação foi o descalabro.

Fisichella rodou e o motor morreu e bloqueou a pista. Aí entendeu-se a demora para recomeçar. Depois começou a Q2, e Liuzzi perdeu o controle na recta da meta. Apesar da esctaculariedade do acidente, o italiano saiu a pé.

Aí sim creio que foi um disparate aquele tempo imenso (quase uma hora) que os comissários perderam para finalmente recomeçarem o treino, quando, na minha opinião, as condições não estavam assim tão melhores na hora do recomeço…

“Os comissários da FIA são como as velhinhas, cheios de cautelas excessivas,
e enquanto isso não mudar vamos ter mais cenas tristas como as de hoje…”

Jaques Laffite sobre o GP da China

E não é que ele tinha razão…

Leia também:
Fuji Television Japanese Grand Prix 2009 – Qualificação
Singtel Singapore Grand Prix 2009 – Qualificação
Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação

Post anterior: Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2009 – Previsões

Análises de Mercado 2010 – parte 2

5 de Setembro de 2009 1 comentário

Após a primeira parte destas análises às situações das equipas para o mercado, vem aí a segunda (e última parte).

USF1

Na equipa oficial dos EUA a situação de participação e no mercado parece bastante seguro desde o anúncio de apoio do YouTube à equipa, e do facto de ser (das novas aquisições) a que parece estar melhor preparada. O provável patrocínio da Superfund, deverá ter entregue numa bandeja um lugar a Alexander Wurz, que tentará apagar a má imagem de 2007.

Apesar da vontade de ter um piloto americano na equipa, Peter Windsor não deverá contar com nenhum, pelo menos, já para 2010. Tanto Rossi como Summerton precisam de mais experiência antes de ingressarem em algo tão grande. Enquanto que a candidatura de Nakajima, apenas será considerada se a Toyota equipar os carros americanos.

Villeneuve tem nesta equipa, a sua maior probabilidade de regressar à modalidade máxima, pois apesar de não aceitarem pilotos pagantes, os homens da USF1 apreciam experiência…

Toyota

Na Toyota, tudo parece indicar que os japoneses apenas sofrerão um corte orçamental, e não abandonaram o desporto, mas o line-up lança muitas dúvidas… Apesar de não tão impressionante como Trulli nas últimas corridas, Timo Glock deve ser um nome garantido na equipa.

Jarno Trulli não deverá continuar como piloto Toyota, após cinco anos, e a verdade é que não tem mais alternativas, será o fim da linha do italiano? A opção de Kubica não passa de uma miragem, pois o polaco nem pareceu levar a sério a oferta… Kobayashi e Nakajima são, por isso, os principais pretendentes, mas parece ser o primeiro a levar vantagem como já referi há um tempo

Force India

Depois dos últimos resultados que os indianos conquistaram, duvido que o contracto com a Mercedes seja cancelado, pois aqueles pontos valerão milhões no final do ano para pagar aos alemães. Apesar de ter desperdiçado duas brilhantes oportunidades de brilhar no Nurburgring e em Shangai acredito que Sutil se manterá ao volante para o próximo ano.

Para o segundo carro existe muita concorrência, porque apesar de Liuzzi ter sido escolhido para este ano substituir Fisichella, o facto de Senna e Petrov cobiçarem o lugar não ajudará em nada o italiano… Apesar de nunca ter sido tão patriota como a Spyker, é melhor não descontar o compatriota da GP2, Chandhock da contenda!

Sauber / BMW / ?

Apesar de estar na fase de “eliminatórias da FIA”, creio que acabarão por ser mantidos. Kubica dificilmente ficará na equipa, pois pretende um volante competitivo, o que será complicado com uma equipa “nova”… A ideia de Peter Sauber é manter um dos pilotos, e como Heidfeld está sem mercado em 2010, poderá ser a “tábua de salvação” do alemão.

O que o suiço também disse, é que para completar o orçamento será necessário um piloto pagante, e isto coloca Senna e Petrov (mais uma vez) na pole position para ocupar o lugar…

Outros

As últimas 4 equipas que não referi, decidi nem perder tempo por as suas posições serem claras, ou então, demasiado confusas. A Brawn e a Red Bull vão manter os seus actuais pilotos, apesar de os austríacos terem sido os únicos a anunciá-lo oficialmente.

Manor (ou será Virgin?) e a Toro Rosso não deram quaisquer indícios sobre quem formará o line-up para 2010, e no caso dos britânicos, cheira-me que não o chegarão a fazer…

ING Belgian Grand Prix 2009 – Pontuações

31 de Agosto de 2009 Deixe um comentário

Após um belo fim-de-semana com exibições de ouro de Fischella e Raikkonen, chega a altura das avaliações. Já devem ter reparado que não há imagem de topo como no último GP, mas o programa de edição de imagem tem dado problemas… Passemos de conversa fiada às avaliações.

Ferrari: A primeira vitória do ano para a Scuderia tem nota pessoal de Kimi Raikkonen. O finlandês está a causar dores de cabeça a Montezemolo, pois o “Iceman” está dar exibições fantásticas! O seu sentido de oportunidade tem sido brilhante: 10. Um F60 na frente e um atrás, Badoer deverá ter feito a sua última corrida na F1, com uma exibição terrível: 1.

Force India: Após algumas corridas em que deixou muito a desejar, “Físico” foi de uma perfeição soberba, com a vitória a não ter sido uma miragem, mas sim uma forte possibilidade: 10. O seu companheiro não fez nada, num dia em que Giancarlo brilhou: 5.

Red Bull: Após a qualificação deficiente dos RBR, a corrida ia sempre ser complicada. Mas, Vettel conseguiu aproveitar a baixa de Button para recuperar terreno, ainda que tenha sido mais por abandonos dos outros: 7. Webber esteve irreconhecível, não acompanhando o seu colega, e quase acertando em Heidfled no pitlane, levando um “drive-through” que lhe roubou a possibilidade de pontuar: 4.

BMW Sauber: Com a subida de forma da BMW, vieram finalmente resultados animadores, com os pilotos a fazerem o esperado sem errar. Kubica fez uma corrida regular: 8. Já Heidfeld deu a sensação que poderia ter feito melhor: 7.

McLaren: Após corridas em que os MP4-24 foram a referência para o resto do pelotão (especialmente o carro de Hamilton), a realidade dura voltou. Lewis não conseguiu fazer bem nas poucas curvas que realizou, mas o acidente não foi culpa sua: 4. Já Kovalainen continua a tentar justificar uma renovação, com um sexto posto, numa corrida em que teve que recuperar terreno: 7.

Brawn: Após os carros de Ross Brawn terem recuperado algum ritmo em Valência, foi notória que em Spa as temperaturas não foram amigáveis para os BGP001. No entanto, isso não justifica a péssima qualificação de Button, que está a ficar na sombra de Barrichello há demasiado tempo: 4. Já Rubens, apesar de ter falhado na partida, fez uma corrida brilhante recuperando para os pontos, e aguentando-se em pista quando o motor começou a importunar: 9.

Williams: Após promessas de pódio, Sir Frank não deverá ter ficado contente com o ponto de Rosberg. O alemão conseguiu pontuar, mesmo com problemas de acerto, merecendo um carro melhor para o seu talento: 8. Nakajima voltou a decepcionar, e desta vez ficou mesmo em último (não contei o Badoer por razões óbvias…): 3.

Toyota: Depois de uma boa qualificação, com pesos aceitáveis, esperava-se (pelo menos) ver um Toyota nos pontos. Nada disso aconteceu com Trulli a desperdiçar mais uma vitória (a primeira foi no Barhain) na traseira de um Ferrari: 4. Glock passou o tempo todo no anonimato, e perdeu três lugares em relação à partida, mas poderia ter ganho alguns pontos sem o problema no reabastecimento: 6.

Toro Rosso: Com a subida brilhante da Force India, coube à Toro Rosso ser a pior equipa. Alguersuari eliminou Hamilton, e ainda tentou colocar as culpas no inglês: 2. E Buemi não pôde fazer nada contra o péssimo ritmo do STR04: 4.

Renault: Após as promessas deixadas na pista do Hungaroring, e os pontos de Valência, esperava-se uma Renault apta a voos mais altos. Alonso ainda tentou com muito combustível, mas mais um problema na colocação da roda acabou a sua corrida, apesar de ter resultado num toque em Heidfeld: 6. Grosjean voltou a acabar com as suas hipóteses na 1ª volta, e desta vez abandonou no local… Briatore tem vindo a perder terreno na luta de palavras com Piquet: 2 (esta classificação serve tanto para o piloto com para Flavio).

ING Belgian Grand Prix 2009 – Corrida

30 de Agosto de 2009 1 comentário

Spa-Francorchamps sempre teve a tradição de sediar corridas excitantes, e esta não foi excepção. A primeira vitória do ano para Raikkonen e Ferrari em 2009, era há muito esperada, e o facto de ter acontecido na Bélgica não passa despercebido a ninguém… O finlandês usou da melhor maneira o KERS, para se encostar a Fisichella, e mais tarde usou-o novamente para passar o italiano!

“Físico” brilhou, podendo mesmo ter ganho a corrida, já que o seu Force India estava mais rápido que o F60. Na conferência afirmou estar um pouco desiludido por não ter ganho, pois acabou a pouco tempo de Kimi. Os seus companheiros estiveram longe dos pontos, com Badoer a, provavelmente, ser substituído para o próximo GP…

A Red Bull conseguiu colocar Vettel de regrsso à luta pelo título, com um pódio que se deveu mais a azares de outros, que à sua condução. Webber poderia ter ganho mais terreno, pois estava em 5º, mas o facto de quase ter eliminado Heidfeld no pitlane, custou-lhe um “drive-through” e pontos preciosos…

Após o anúncio do fecho das fábricas da BMW, Mario Theissen afirmou estar empenhado em abandonar competitivamente. Parece que sim, dado o ritmo dos F1.09 em Spa! Apesar do pódio não ter sido conseguido, foi o melhor resultado da equipa este ano, a primeira vez que ambos os carros pontuam numa corrida este ano.

Após duas corridas em grande para a McLaren, a corrida belga foi um regresso ao passado, com Hamilton a ser eliminado na carambolada da 1ª volta, e Kovalainen na sombra e brilhante para conquistar 3 pontos que lhe podem valer o lugar de 2010. Button também se envolveu no acidente com Hamilton, mas tal como o inglês não teve culpa…

Barrichello desperdiçou uma oportunidade de ouro para tirar a desvantagem para Jenson, mas um problema na largada (sim, outro…) obrigou-o a mudar de estratégia, e ainda teve que dar atenção ao motor nas duas últimas voltas, quando se preparava para pressionar Kovalainen… Toro Rosso voltou a estar condenada ao fim do pelotão, com a subida de forma dos Force India. Alguersuari colocou ainda as culpas em Hamilton num acidente, em que foi o principal culpado…

A Toyota não esteve melhor, não conseguindo pontos, quando uma vitória parecia estar nas mãos de Trulli, só que tudo acabou na traseira de Raikkonen com a asa da frente a ter que ser mudada, e mais tarde os travões acabaram tudo. Glock nem se viu, não despotelando a atenção das câmaras…

A Williams nunca se adaptou bem ao circuito, e o ponto solitário de Rosberg soube a muito pouco. Mesmo assim, Nakajima fez pior numa corrida desastrada, apenas na frente de Badoer (ou seja, ninguém na prática…)! A Renault teve um dia para esquecer com Grosjean a eliminar Button, e Alonso teve novamente problemas na paragem (desta vez devido a um toque na 1ª curva), e a equipa não queria arriscar mais um episódio como na Hungria, mandando-o parar…

PS: Desculpem, mas as pontuações terão que ficar para amanhã, mais para o final de tarde: vou estar ocupado. Posso garantir que a espera vai compensar! =D

ING Belgian Grand Prix 2009 – Qualificação

29 de Agosto de 2009 Deixe um comentário

Foto: F1 Fanatic

Imprevisível ao máximo, a qualificação para o GP da Bélgica foi carregado de expectativa. A pole position de Giancarlo Fisichella foi absolutamente imprevista, pois assim que o italiano fez aquele tempo, achámos logo que Trulli e Barrichello acabariam por batê-lo. Mas, incrivelmente nenhum dos dois o superou, o que para Rubens é péssimo: estava mais leve que Giancarlo…

O companheiro de “Físico” ficou na Q2, mas mesmo assim comprovou a boa forma dos Force India ao ficar perto do companheiro nessa sessão, e batendo alguns dos nomes que se apostaram para a pole.

Foto: GP Update

Numa altura em que nos preocupamos em saber se Toyota e BMW estarão no grid de 2010 (se bem que a BMW terá outro nome…) ambas as marcas conseguiram brilhar e recuperar o ritmo evidenciado no início do ano (Toyota) e de 2008 (BMW). Trulli e Heidfeld deverão conseguir terminar na frente de Fisichella, com os seus companheiros a terem boas perspectivas de pontos.

Após a recuperação em Valência, a Brawn esteve patética, em especial com Button. Após uma reacção irritada, quando na 5ª feira lhe perguntaram se queria mesmo o título, Jenson voltou a desapontar, e pela primeira vez este ano ficou na Q2… O seu companheiro, apesar de ter chegado a 4º, tinha menos gasolina que Fisichella, ou seja: os BGP001 nem chegam ao ritmo dos VJM-02…

Foto: GP Update

Após terem evidenciado ritmos fortes nas últimas corridas deste ano, a Ferrari e a McLaren não estiveram como o esperado. Apesar de não tão maus como os britânicos, os lados da Scuderia apenas chegaram à Q3 com Raikkonen, e o finlandês é chamado de “Mestre de Spa”… No entanto, a estratégia deverá colocá-lo na luta pela vitória.

Badoer voltou a ficar em último, saindo de pista na última tentativa, danificando o carro. Provavelmente a sua última corrida na F1… Apesar da promessa dos treinos livres, a McLaren lutou só para sair da Q1, com os MP4-24 a não estarem no nível visto em Valência.

Foto: Motorsport

Depois de não terem pontuado no GP europeu, esperava-se uma resposta (digna desse nome) em Spa. No entanto, mais problemas de motor, desta vez para Webber, colocaram-nos no final da Q3… As curvas de alta velocidade, levaram a equipa a colocar o “bico” mais estreito de novo (ver foto acima). A Williams foi só contrastes com Nico Rosberg, bem cheio e no último lugar da Q3, a poder ter chances de pódio. Nakajima confirmou o péssimo andamento da manhã, batendo apenas Grosjean e Badoer, o que, diga-se de passagem, é muito pouco…

Uma descida de performance colocou um fim, aos sonhos da Renault, com Alonso na Q2 (nunca andou bem durante o fim-de-semana), e Grosjean ficou muito aquém do ritmo da manhã, batendo apenas Badoer, que é mesmo que ficar em último! A Toro Rosso não melhorou muito, mas os erros e falhas técnicas dos outros afastaram-nos um pouco do fim da grelha.

Foto: Motosport

Nota final também para a mensagem dos adeptos para a Ferrari na foto abaixo: “A minha avó é mais rápida do que o Luca [Badoer] com um Ferrari”. Depois a aparece a nota: “Vergonhoso!”

Foto: GP UpdateFoto: GP Update

Meio ano depois – Toyota

7 de Julho de 2009 Deixe um comentário

A Toyota foi uma das muitas equipas que no início do ano preferiu não arriscar a fiabilidade já confirmada do seu carro com o KERS, decidindo não correr com o sistema nas primeiras corridas do ano (que acabou por se estender ao resto do ano), pois o carro reagia bem a todas as alterações aerodinâmicas introduzidas.

A promessa: Com a chegada a Melbourne, a equipa conseguiu colocar ambos os chassis na Q3 com facilidade, mas um forte golpe caiu na equipa de seguida – os carros estavam desclassificados da qualificação, devido à FIA ter entendido que as asas traseiras do TF109 eram móveis. Com uma brilhante corrida de recuperação, a equipa colocou os seus carros logo atrás dos Brawn, com o McLaren de Hamilton entre eles. Mas, nova controvérsia, Trulli é desclassificado por passar Hamilton sob Safety-Car. Mais tarde, a FIA volta atrás na sua decisão, pois o inglês mentira para os comissários. Na Malásia os carros voltaram a impressionar, repetindo as posições de Melbourne, desta vez com Glock na frente. O alemão poderia mesmo ter ascendido a segundo se a corrida fosse parada uma volta mais tarde.Azares afastam equipa: Na corrida seguinte, a chuva amaldiçoou Jarno Trulli que foi abalroado na última curva do circuito por Kubica, ou seja, teve que fazer o circuito inteiro de novo sem a asa traseira… Timo Glock ainda conseguiu levar alguns pontos para Colónia, mas não brilhou. No Barhain a Toyota parecia ter recuperado a forma ideal com um monopólio na primeira fila chefiado por Trulli. À partida, os carros japoneses continuam na frente, mas os nomes trocaram, com o mais leve Glock a passar. No entanto, o melhor que a Toyota conseguiu foi colocar Jarno no pódio, com Timo a ter uma estratégia e azar do seu lado, chegando apenas em 7º.

Regresso à dura realidade: Com a qualificação em lugares pontuáveis, deveria esperar-se pelo menos pontos, certo? Errado. Trulli envolveu-se na carambola da primeira curva e foi logo eliminado, enquanto Glock gastou os pneus em demasia, condenando-o para 10º. Por muito surpreendente que pareça, o Mónaco foi pior. A Toyota achou-se com um carro que não se adaptava, partilhando com os BMW o fundo da grelha! Na corrida, era nítida a desmotivação dos pilotos, mas acabaram por ir mais para o meio do pelotão.Recuperação até aos pontos: Com a chegada à Turquia, os resultados positivos começaram de novo a aparecer, com ambos os carros nos pontos após duas corridas de “seca”. Na última corrida, a etapa britânica, os Toyota viram-se em dificuldades para se destacarem no pelotão, com apenas dois pontos a saírem de Silverstone.

A equipa nipónica começa a ponderar se valerá continuar a apostar nesta época, pois a tão aclamada 1ª vitória continua a iludi-los…

Gulf Air Bahrain Grand Prix 2009 – Qualificação

25 de Abril de 2009 Deixe um comentário

A cada fim-de-semana que passa mais a temporada de 2009 nos surpreende! Após a dobradinha Brawn na qualificação de Melbourne e a pole e terceiro lugares da Red Bull, foi a vez da Toyota brilhar. Durante os treinos já se estava a adivinhar o andamento da equipa nipónica, mas não deixa de ser uma agradável surpresa. Os dois pilotos andaram sempre em posições cimeiras neste fim-de-semana após a desilusão de Shangai. Quem desiludiu foram os Brawn, quando se estava à espera de um domínio no seco, Button ficou em quarto e Barrichello (de novo atrás do seu companheiro de equipa) em sexto, ainda que possivelmente com mais gasolina.Na Red Bull, até se pensou num brilharete de Vettel, ao fazer o tempo mais rápido na Q1, mas o alemão apenas ficou-se pela segunda fila da grelha. Já Webber ficou em 19º, muito por culpa da obstrução de Sutil na sua volta rápida, o que deixou o australiano furioso. Alonso conseguiu levar o seu paralelepípedo a um honroso 7º posto, e pensar que ele achava que teria chances de ser campeão este ano… Quem muito dificilmente terá oportunidade de sequer permanecer até ao fim do ano é Piquet: apesar de ter finalmente passado para a Q2, saiu de pista na sua volta rápida e acabou em 15º.A Ferrari parece estar a recuperar o ritmo, ao conseguir colocar os seus dois carros na Q3, mesmo assim em 8º e 10º. Os italianos ainda assustaram a concorrência ao ficarem provisoriamente em 1º e 2º na Q1. Na McLaren aconteceu o mesmo, mas se Hamilton tem conseguido compensar o chassis defeituoso em 5º, já Kovalainen decepcionou ao nem passar da Q2. Pior está a BMW que está a descobrir que os meses de avanço em relação aos rivais na concepção do F1.09 foram para nada, ao ficarem em 13º e 14º.Na Williams, a vantagem de usar um difusor polémico não parece ter tantos resultados como na Brawn ou Toyota: os britânicos só têm conseguido ir à Q3 com Rosberg, pois Nakajima fica sempre na Q2. Não sei se o japonês tem futuro na F1… Na Force India, todas as esperanças foram por água abaixo, mesmo se Sutil esteve mesmo muiro perto de chegar à Q2. Buemi ainda tentou brilhar como em Shangai, mas o carro não o permitiu. Sempre foi melhor que o seu companheiro de equipa, que irá partir de último. Acho que o francês poderá estar a efectuar a sua última corrida de F1…