Gran Premio Santander d’Italia 2009 – Qualificação

Após bastantes surpresas na última sessão de qualificação na Bélgica, foi a vez do histórico circuito de Monza nos pregar umas valentes surpresas. Lewis Hamilton conseguiu recuperar a sua competitividade em solo italiano com umas subidas aos novos correctores que deixaram Jenson Button estupefacto!

A verdade é que este fim-de-semana tem tudo para ser cheio de surpresas, pois a juntar ao grid quase aleatório do qual figuram Williams no fundo da grelha, e Force Indias na primeira fila; a prova de GP2 teve que ser atrasado devido a uma forte chuvada e isso poderá causar mais “um GP da China”: seco na qualificação, encharcado na corrida…

Exibição impressionante da Mercedes

Têm sido colocadas grandes questões acerca das decisões de expansão da Mercedes, que colocariam 4 equipas sob o seu aval, mas que correriam o risco de colocar a F1 como monopólio dos alemães, numa altura em que os pneus são idênticos para todas as equipas, e que mais montadoras vão ao ar.

Os homens da marca nada fizeram para aligeirar essa questão, com todos os 7 primeiros (à excepção de Raikkonen em 3º) a serem equipados com os propulsores em questão… Os Force India, McLaren e Brawn realmente podem agradecer as suas prestações em Monza à Mercedes, pois o circuito costuma exigir muito pouco da aerodinâmica, e mais de potência.

Enquanto os dois primeiros se mostraram sempre no topo das tabelas, a Brawn foi um pouco mais discreta. No entanto não coloquem em questão o potencial da equipa britânica, porque tudo indica que deverão mesmo estar com uma estratégia de uma paragem, contra as de duas dos da frente. E, a julgar pela satisfação estampada no rosto de Barrichello: deverá ser o brasileiro o mais pesado dos dois…

A prata da casa

Para os “tiffozi” o dia não foi tão bom como o esperado pois os Ferrari não conseguiram a pole position. Raikkonen esteve lá perto, mas acho que está mais leve que os que estão à sua frente, pois afirmou estar desagradado com o seu lugar… Já “Físico” acabou em 14º lugar, no entanto não o podemos julgar apenas pela posição.

O italiano esteve bem no 1º treino livro, mas errou no acerto do carro para o 2º. Hoje de manhã, esteve a tentar resolver o assunto, mas saiu de pista na Parabólica o que lhe causou grandes atrasos, logo, este 14º posto a 0,5s de Kimi já foi conquistado com muito suor, com o seu engenheiro a dar-lhe os parabéns pela posição.

Já para os lados da Toyota, com o piloto da casa (Trulli) as coisas não foram tão animadoras. Os japoneses continuam a sua travessia pelo deserto, com Glock a ficar logo na Q1, e Trulli não conseguiu sair da Q2. Apesar de Timo insistir que apenas não passou devido ao trânsito que apanhou na sua volta rápida, os motores nipónicos não são nada potentes em comparação com os Mercedes ou Ferrari…

Vitantonio Liuzzi acabou por ser, por tudo isto, a estrela improvável para o público italiano acabando em grande a sua volta às pistas. A verdade é que o substituto de Fisichella conseguiu uma boa exibição com um carro com que contactou pouco e após uma ausência em GP’s de 2 anos… Badoer, Alguersuari e Grosjean deveriam anotar.

Expectativas falsas

BMW, Red Bull e Renault apostavam em grande para este fim-de-semana, no entanto nada disso aconteceu. Problemas de motor, falhanços técnicos e aerodinâmicos acabaram com todas as aspirações destes três…

A BMW tinha tudo para repetir os sucessos de Spa, e os treinos livres pareciam dar razão a isso, mas duas falhas de motores acabaram com a moral da equipa, e resta saber se terão que perder 5 posições para troca a caixa de velocidades… Já a Red Bull parece nunca mais encontrar o ritmo de Silverstone e Nurburgring, devendo o título discutir-se entre os pilotos da Brawn…

A Renault vinha com o regresso do KERS para Monza na esperança de preciosos pontos, mas apesar de um bom 2º treino de Sexta, acabaram por regredir para o meio da tabela, mesmo com o grande ajudante “boost” que o sistema de energia fornece… Deram a ideia de estarem mais preocupados com o “Renaultgate” do que com as performances!

No fundo do poço

Williams e Toro Rosso cumpriram o seu papel e aquilo que todos esperávamos: andaram muito mal…

Enquanto os britânicos podem culpar o motor por todos os seu devaneios, os italianos têm problemas mais graves, pois começam a ser presenças regulares nos últimos lugares, com os principais destaques do fim-de-semana a serem os desentendimentos entre Hamilton e Buemi devido a um deles ter bloqueado o outro, e Alguersuari ter trocado a cx. de velocidades, mas não perderá qualquer posição já que se classificou em último…

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: