Início > Adrian Sutil, Alemanha, Brawn, Ferrari, Force India, GPs, Mark Webber, McLaren, Nelson Piquet Jr., Nurburgring, Qualificação, Red Bull, Rubens Barrichello > Großer Preis Santander von Deutschland 2009 – Qualificação

Großer Preis Santander von Deutschland 2009 – Qualificação

Mais vale tarde que nunca. É assim que podemos classificar a conquista de pole por parte de Mark Webber. O australiano aproveitou da melhor maneira uma pista com condições a alterarem-se para conquistar a pole. O seu companheiro e grande mestre da chuva, Sebastian Vettel, não conseguiu aproveitar da melhor maneira a sua habilidade, a do RB5 e as condições adversas, ficando atrás do seu companheiro e dos dois Brawn no seu próprio “terreno”. Barrichello e Button ficaram logo atrás do pole position, com Rubens na frente de Jenson Button. O brasileiro foi o que aproveitou melhor na Q2 o curto período em que os slicks eram a escolha certa, ficando na frente. Só que acabou por não bater Webber apesar de ter menos combustível que o australiano. O seu companheiro ficou pela segunda vez seguida atrás dele, mas estar na frente de Vettel pode ajudá-lo a distanciar-se no campeonato.A McLaren confirmou as suas expectativas em relação às novas peças, conseguindo intrometer-se na frente do grid, com ambos os carros na Q3 pela primeira vez este ano. Com Lewis a ter chegado a estar na frente do pelotão na derradeira sessão. E, chega agora a maior surpresa da qualificação, Adrian Sutil após ter aproveitado brilhantemente os momentos secos da Q2, qualificou-se em sétimo na frente dos dois Ferrari, que estavam mais pesados! Enquanto um Force India chegava pela primeira vez à Q3, o outro afundou-se na grelha de novo, apesar das boas prestações de Fisico em Silverstone. Os Ferrai até andaram bem tendo em conta, que estão bastante pesados, mas o facto dos pilotos terem saído muitas vezes de pista, e de Sutil estar mais leve, e, ainda, o estrondoso erro cometido na troca de pneus de Massa…A Renault parece ter ganho algum ritmo: pelo menos já nenhum piloto fica na Q1… Na realidade, Piquet bateu pela primeira vez o seu companheiro, um facto que pode salvar o seu lugar na equipa francesa até ao fim do ano. O espanhol na realidade foi bloqueado por Glock na Q1 com o alemão a levar uma penalização. Alonso ainda esteve na frente na Q2, mas os despistes não ajudaram a melhorar o tempo. BMW e Williams estiveram muito em baixo, mas se isso já era esperado da BMW, o mesmo não se pode dizer da equipa de Sir Frank, pois esperava-se uma continuidade dos resultados de Silverstone. A Toyota teve o mesmo resultado que os Williams, ou seja, desilusão absoluta com nenhum carro na Q3. Pior mesmo só no Mónaco… E os Toro Rosso que pareciam estar no bom caminho no início do ano, agora estão a afundar-se cada vez mais, piores mesmo que os irreconhecíveis Force India…Peço desculpa, é por não poder assistir à corrida devido a compromissos familiares. Eu sei que é a segunda corrida seguida, e por isso peço desculpa, mas estas coisas não se prevêem…

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: