Santander British Grand Prix – Corrida

Peço desculpa por todos os atrasos relativos a esta corrida, mas para os que esperaram espero que a análise esteja ao vosso gosto. ^.^Quando todos nós achávamos que Button iria consagrar-se diante do seu público, a caminho do seu primeiro título mundial, foi Sebastian Vettel quem dominou de ponta a ponta a última corrida em Silverstone. O alemão esteve irrepreensível conseguindo, graças a Barrichello, 20s de vantagem antes da sua paragem nas boxes, o que lhe permitiu poupar o carro. O seu companheiro de equipa ficou logo atrás, numa corrida em que a vitória parecia sua, graças ao seu fantástico ritmo no circuito, mas provavelmente perdeu a corrida ao ficar encurralado atrás de Barrichello. O brasileiro foi pela primeira vez superior a Button, mas isso aconteceu justamente numa corrida em que a Brawn não tinha o melhor carro… Rubens aguentou o máximo que pôde o Red Bull de Webber atrás, mas a diferença de andamento era demasiado grande. Já Jenson ficou muito abaixo das expectativas no “seu” circuito, sendo relegado para 10º logo no fim da primeira volta, apenas conseguindo voltar à posição de origem graças a um erro de Massa, e paragens rápidas… Ainda assim, continua com uma vantagem considerável no campeonato, sendo fundamental geri-la se quer conquistar o título.A Ferrari conseguiu pontuar com os dois carros pela 2ª vez este ano, mas enquanto Massa brilhou, Raikkonen destoou um pouco. Kimi escolheu uma estratégia agressiva para a qualificação que acabou por não dar frutos, o que lhe prejudicou a corrida apesar de ter ganho 4 lugares na partida. Felipe aproveitou o facto de ter ficado na Q2 para pensar numa boa estratégia, o que o levou confortavelmente até aos pontos, chegando a ameaçar Rubens. A Williams também mostrou os progressos ao levar Rosberg a um seguro quinto lugar, e Nakajima chegou a andar em quarto, mas a estratégia mandou-o para bem longe dos pontos, quando estes pareciam quase certos… Os Toyota conseguem boas qualificações, mas na corrida perdem para os rivais com Trulli a partir mal e a acabar em sétimo, enquanto Glock apenas andou bem no final, encostando-se a Raikkonen, mas sem nunca ter hipóteses de o passar.Na secção dos derrotados, McLaren deve esquecer esta época e concentrar-se em 2010, pois os regulamentos já estão definidos, e o andamento desta corrida foi mau. Era melhor considerarem esta época um acidente de percurso, como a Honda fez em 2007… A Renault continua a descer mais fundo a cada corrida que passa, Alonso não pareceu sequer ter-se esforçado, enquanto Piquet finalmente brilhou, ao defender-se muito bem de Kubica e Hamilton sem o mais pequeno erro… Pena que isso apenas lhe tenha valido o 12º posto. Enquanto isso, BMW, Force India e Toro Rosso andaram incógnitas durante toda a corrida, numa autêntica sombra do que projectavam para esta temporada no início do ano…

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: