ING Turkish Grand Prix 2009 – Corrida

Mais valia entregarem-lhe já o título. É com este pensamento que directores de equipa, adversários, eu próprio e muitos fãs pensam. Jenson Button voltou a ganhar, a sua sexta vitória em sete corridas, igualando assim os grandes Clark e Schumacher. O britânico, mesmo partindo do lado sujo da pista, não perdeu posições na partida, e no fim da recta anterior à da meta beneficiou de um erro de Vettel para assumir a liderança. A partir daí já todos os telespectadores sabiam o que iria acontecer… O piloto da Red Bull ainda tentou mais tarde a ultrapassagem, colando-se à traseira do Brawn, mas Jenson esteve perfeito de novo. O alemão perdeu ainda mais uma posição para o seu companheiro de equipa, que voltou a fazer uma corrida brilhante, em que ninguém o viu senão quando estava na frente de Vettel, tal como em Espanha. Já na Brawn, sortes distintas: enquanto Button continua a ganhar, Barrichello teve uma falha de câmbio que o levou para a cauda do pelotão, e mais tarde duas tentativas um pouco mal calculadas de ultrapassagem sobre Kovalainen e Sutil, relegaram-no para último, abandonando mais tarde em consequência do problema de câmbio na largada ter afectado a sua caixa.Após os desaires monaguescos, Toyota e BMW conseguiram voltar ao bom caminho. Trulli aproveitou a queda de Rubinho e Glock deu o último ponto à equipa japonesa; enquanto isso, Kubica fez uma corrida aceitável, conquistando os seus primeiros pontos da temporada, o seu companheiro fez uma corrida inglória: partiu e terminou em 11º. Continuando com as surpresas, a Williams teve uma boa performance durante o fim-de-semana, levando Rosberg até quinto. No entanto, Nakajima, que à semelhança de Heidfeld partiu e acabou na mesma posição, fez uma corrida monótona acabando com a paciência de Frank Williams e em 12º. A Renault nunca esteve bem durante todo o fim-de-semana, e saiu da Turquia sem pontos e sem esperança, com Nelson Piquet a ter feito uma boa ultrapassagem a Hamilton, mas caiu na classificação e dificilmente durará até ao fim da época.A Ferrari deu falsas esperanças a todos, pois esperava-se que a Scuderia desse luta à Brawn, ainda por cima tendo os únicos dois pilotos do plantel que alguma vez tinham vencido no circuito. No entanto, Massa acabou em sexto e Raikkonen fora dos pontos… E, mesmo assim só pontuaram pois tinham o mestre de Istambul; se mais à frente a equipa italiana tiver carro, deverá ter mais ímpeto com Kimi ao volante em Spa. A McLaren atingiu um recorde negativo na Turquia, três corridas sem pontuar, pela primeira vez desde 2004 (“anus horribilus” da equipa de Woking). Hamilton e Kovalainen acabaram em 13º e 14º, respectivamente. Esperemos que não haja quarta corrida sem pontos… Enquanto isso, Sutil não melhorou em nada a sua boa qualificação, acabando no fundo da classificação com a companhia dos dois Toro Rosso. O seu companheiro abandonou com problemas de travões.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. 9 de Novembro de 2009 às 19:16

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: