Gran Premio Telefónica d’España 2009 – Corrida

A Brawn conseguiu uma brilhante dobradinha na Catalunha, quando todos esperávamos ver Ferrari, McLaren e Red Bull um passo à frente da equipa de Brackley. Jenson Button foi batido na largada por Rubens Barrichello, mas a sua mudança para duas paragens acabou por levá-lo para a frente da corrida, para conquistar a sua quarta vitória em cinco corridas. Barrichello teve uma excelente oportunidade de conseguir a sua 10ª vitória e a 100ª vitória brasileira na F1, mas como não mudou (ao contrário de Button) a sua estratégia de paragens de boxe, acabou por falhar o seu principal objectivo, saíndo de Espanha com 14 pontos de desvantagem para o seu companheiro de equipa.Os Red Bull fizeram o esperado: ficarem mesmo atrás dos Brawn. Nem a estratégia de uma só paragem de Webber, que o levou a um brilhante 3º posto a pressionar Barrichello, nem o facto de Vettel ter passado a corrida toda a pressionar Massa, após este o ter passado na primeira volta, foi suficiente para bater os carros de Ross Brawn. A Ferrari melhorou incrivelmente as suas performances, levando Massa a um sexto lugar, que poderia ter sido um quarto, se a Ferrari (para variar) não falhasse com o reabastecimento de Massa, o que levou Massa a responder furiosamente à equipa, após a Scuderia ter dito por rádio que ele tinha que abrandar mais se não quisesse fazer um pit stop… Acho que mais valia ele ter parado nas boxes, pois tinha vantagem suficiente para manter Alonso atrás. O seu companheiro fez uma péssima corrida, quando abandonou estava em 10º…A BMW conseguiu, pelo menos, chegar aos pontos, após ter passado a última corrida, quase sempre, nas duas últimas posições. Heidfeld teve uma corrida monótona em que ainda deve estar para descobrir como conseguiu os dois pontos, enquanto Kubica continua a zeros. O polaco e Vettel devem achar que desperdício fizeram em Melbourne… Rosberg conseguiu levar para Frank Williams um ponto que soube a pouco, em comparação com as expectativas da equipa para a temporada europeia. Nakajima fez pior tocou em Trulli, danificando a asa dianteira, e passou a corrida toda no fim do pelotão, passando apenas o Force India de Fisichella.Na McLaren, Hamilton partiu de um péssiomo lugar e conseguiu chegar apenas a um lugar dos pontos, e Kovalainen abandonou com uma avaria. Nesta pista a equipa britânica não teve qualquer hipótese. Os Toyota e Toro Rosso tiveram uma corrida para esquecer: Alonso empurrou Trulli para fora, o que fez um choque em cadeia dele e os dois Toro Rosso, com Buemi a passar por cima de Bourdais, e depois Sutil chocou com o seu Force India em Trulli, quando este perdeu o controlo. Glock fez uma corrida solitária, terminando em 10º, e Fisichella não animou a equipa indiana, pois ficou apenas em último. Barrichello fez a volta mais rápida.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: