Início > Ayrton Senna, Figuras, Pit Stop > Ayrton Senna: o que Imola levou

Ayrton Senna: o que Imola levou

Faz este ano, 15 anos que Ayrton Senna da Silva morreu dia 1 de Maio de 1994, enquanto realizava o Grande Prémio de San Marino. Em homanagem decidi fazer uma publicação especial com a carreira do grande Senna.

Após o seu grande sucesso de na Fórmula 3 britânica, em que derrotou Martin Brundle “o menino bonito” do Reino Unido, Senna apesar de ofertas e testes com equipas como McLaren ou Williams, o jovem Ayrton escolheu a fraca Toleman para iniciar a sua carreira de F1. Ao volante do carro Senna fez milagres, estando muito perto de conseguir a sua primeira vitória na sua quinta tentativa no Mónaco, fazendo brilhantes ultrapassagens a pilotos como Lauda e Prost. Além do brilharete à chuva, Senna conseguiu ainda bastantes pódios, com um carro que mal dava para chegar aos pontos.Na temporada seguinte, Senna conseguiu ingressar na histórica Lotus, conseguindo a sua primeira vitória em Portugal com uma grande chuvada, e mais tarde também à chuva conseguiu outra vitória em Spa. Em 1986, Senna “obrigou” a equipa a retirar de Angelis da equipa, e colocar um verdadeiro segundo piloto, pois na sua opinião a equipa não tinha meios para ter dois pilotos de ponta. Acabou por conquistar mais duas vitórias nesse ano, uma delas por 16 milésimas de segundo sobre Nigel Mansell. No ano seguinte conseguiu “roubar” motores Honda para a equipa de Peter Warr, mas depressa percebeu que o motor não era o único problema da equipa britânica.Acabou por ingressar na McLaren para 1988 ao lado de Alain Prost. A rivalidade dos dois atingiu pontos culminantes, que levaram Prost a sair da equipa, após Senna ter ganho no ano de estreia, e Prost ter ganho em 1989 devido a uma atitude anti-desportista do brasileiro, que pôs um ambiente pesado na equipa de Ron Dennis. Para 1990, Senna teve outra grande batalha com Prost, agora com o francês na Ferrari, após novas atitudes controversas do brasileiro em Suzuka, o título foi para Senna. No ano seguinte, Senna voltou a ganhar desta vez com Mansell como seu adversário. O poderio da Williams ficou à mostra em 1992, quando o inglês ganhou nove corridas contra duas de Senna. Em 1993, Senna ainda teve uma interessante luta com Prost (agora na Williams) e uma impressionante vitória à chuva em Donigton, mas o seu carro com o motor Ford V8 acabou por não igualar o Renault V10 do seu inimigo.

Após esse ano decepcionante, Senna ingressou na Williams ao lado de Damon Hill. O brasileiro conquistou a pole position em todas as corridas que fez pela escuderia de Grove, mas abandonou em todas. Na sua terceira corrida pela equipa de Frank Williams Senna ia na frente, quando o seu carro saiu de pista em Tamburello. Apesar do seu coração só parar de bater cinco horas depois, o brasileiro morreu em frente das câmaras quando a suspensão do seu Williams lhe furou o capacete, naquele fatídico 1 de Maio.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: