Archive

Archive for Abril, 2009

Fórmula alternativa para 2010

30 de Abril de 2009 Deixe um comentário

Após as tentativas de colocar a F1 à “sua” maneira, Mosley tornou-o oficial. O tecto orçamental será implementado em 2010, subindo o orçamento para 44 milhões de euros após queixas de várias equipas. O patrão da FIA dá, no entanto, as mesmas péssimas notícias: este orçamento não é obrigatório, e que o usar não terá limite de rotações nos motores, liberdade total em colocar asas móveis, e nenhumas restrições a testes pré-época. Na minha opinião, o tecto orçamental até é uma boa ideia, mas devia ser tornado obrigatório, porque, caso contrário, teríamos uma F1 a duas velocidades… Para além disto, a FIA revelou que o número máximo de monolugares para 26, um autêntico convite para mais equipas se juntarem à F1. Definiu também que de 22 a 29 de Maio é o perído para as incrições de 2010, e, também, das equipas escolherem se optam pelo tecto orçamental ou não. Serão proibidos os reabastecimentos de modo a reduzir custos com esse equipamento e obrigar as equipas a terem consumos eficientes para melhorar os tempos por volta. Penso que também se deveria proibir as trocas de pneus à semelhança de 2005 para poupar borracha (já que esta não pode ser reciclada). São proibidos também: os cobertores de aquecimento dos pneus ou sistemas com função semelhante.

Para a alegria de Robert Kubica, o peso mínimo dos carros de F1 será aumentado de 605 kg para 620 kg (15 quilos do KERS), o que ajudará pilotos mais altos a equilibrarem melhor o carro. No entanto, nem tudo é um mar de rosas para 2010 com McLaren e Williams a mostrar, desde já, o seu desagrado com estas medidas: “Como membro da FOTA, a Vodafone McLaren Mercedes está obviamente do lado dos esforços da FOTA para reduzirem os custos na Fórmula 1. Da mesma forma, reconhecemos o excelente trabalho levado a cabo recentemente pela FIA na área da redução dos custos, contudo, que ter dois tipos de carros nas partidas pode ser negativo para a própria modalidade” disse Whitmarsh

Inspiração

30 de Abril de 2009 Deixe um comentário

Estava eu a ver um documentário de F1 de 1995, e foi então que vi. Explica muita coisa:

Categorias:McLaren, Pit Stop, Red Bull

McLaren com pena suspensa

30 de Abril de 2009 Deixe um comentário

Martin Whitmarsh e os seus associados (entre eles a Mercedes) até respiraram de alívio no final da sessão do tribunal da FIA. Após a “bronca” de Melbourne e a desclassificação de Hamilton parecia estar tudo resolvido. Pura ilusão… Mosley sempre culpou a McLaren devido ao escândalo “News of the World” e ficou sempre com o desejo de retribuir à equipa britânica: Primeiro em 2007, com a desclassificação do campeonato de constructores e multa de 100 milhões de dólares; depois em 2008, com a penalização que robou o triunfo de Hamilton em Spa, e agora isto.

Uma interdição de participação em três corridas (à semelhança da BAR em 2005), mas esta pena apenas será aplicada no caso de a equipa de Woking quebrar o regulamento desportivo nos próximos doze meses. Em comunicado da FIA: “Tendo olhado para a forma aberta e honesta que o Sr. Martin Whitmarsh, responsável da equipa se dirigiu ao Conselho Mundial, e dada a mudança de atitude que teve para com a nossa instituição, este Conselho Mundial decidiu suspender por 12 meses a aplicação da pena”.
Categorias:Decisões, FIA, McLaren

Gulf Air Bahrain Grand Prix 2009 – Corrida

26 de Abril de 2009 Deixe um comentário

Nova vitória de Jenson Button, desta vez saindo de quarto lugar, numa vitória bastante suada. O britânico tem agora 31 pontos no campeonato e 12 de vantagem sobre o seu companheiro, só de pensar que em 2008 tinha (após quatro corridas) três pontos… O seu desempenho foi brilhante: tinha que bater Vettel na largado e conseguiu, apesar de Hamilton o ter passado o inglês ultrapassou-o no início da volta seguinte para impedir os Toyota de “voarem” na frente, o resto já se sabe. Já Rubens voltou a decepcionar: o suposto carro mais pesado que poderia explicar a posição no grid não se veio a confirmar, e perdeu a hipótese de lutar com Hamilton pelo quarto lugar, pois nas voltas em que precisava de um “sprint” apanhou com Piquet que não o deixou ultrapassar. Quinto lugar foi o melhor que arranjou, quarta corrida, quarta derrota para Button.Na Toyota, quando se esperava uma primeira vitória, à semelhança da Red Bull em Shangai, acabou com alguma decepção: Trulli mesmo com a volta mais rápida e uma corrida irrepreensível só conseguiu acabar em terceiro, mesmo assim melhor que o seu companheiro que largou em grande estilo, passando Jarno, mas acabou por não conseguir nada mais produtivo. Na Ferrari, pelo menos a produtividade parece estar a regressar: a equipa de Maranello conseguiu três preciosos pontos para a Scuderia com Raikkonen que fez uma boa corrida, o seu companheiro tocou-se com Kimi e teve que mudar a asa dianteira. Acabou em 14º, fazendo uma brilhante ultrapassagem a Fisichella nos instantes finais da corrida.Na Red Bull sortes distintas: Vettel acabou em segundo, perdendo as hipóteses de ganhar quando ficou “preso” atrás de Hamilton, e, Webber lutou da sua péssimo posição de grid, mas acabou a corrida a zero. Na McLaren, Lewis voltou a facturar o que pôde, mas Kovalainen simplesmente deixou-se ir para um decepcionante 12º lugar. Quem também ficou abaixo do esperado, foi a Williams, que voltou do deserto com uma prestação péssima, Rosberg em nono e Nakajima a ser o único a abandonar. O japonês deve estar mesmo com um pé na rua…

A Renault até teve um fim-de-semana produtivo, Alonso conseguiu somar um pontito, e Piquet fez a sua primeira corrida decente de 2009. Não deslumbrou, mas não errou, e resistiu muito bem a Barrichello. E quando eu achava que os BMW não podiam ir mais baixo, eles chegaram ao fundo do poço… Bolas! Uma equipa com o “budget” da BMW, com a grande dupla de pilotos, é batida pela Force India (!!!) e fica com os dois últimos lugares!!!! E eu que achava que a Ferrari estava mal… Por falar na equipa indiana, a Force India fez uma corrida razoável, acabando em posições aceitáveis na frente de Buemi e da BMW. A Toro Rosso, esteve mal, com Buemi a mostrar o estreante que é, e Bourdais (como eu já esperava) deixou-se ir, sem glória, nem esforço.

Gulf Air Bahrain Grand Prix 2009 – Qualificação

25 de Abril de 2009 Deixe um comentário

A cada fim-de-semana que passa mais a temporada de 2009 nos surpreende! Após a dobradinha Brawn na qualificação de Melbourne e a pole e terceiro lugares da Red Bull, foi a vez da Toyota brilhar. Durante os treinos já se estava a adivinhar o andamento da equipa nipónica, mas não deixa de ser uma agradável surpresa. Os dois pilotos andaram sempre em posições cimeiras neste fim-de-semana após a desilusão de Shangai. Quem desiludiu foram os Brawn, quando se estava à espera de um domínio no seco, Button ficou em quarto e Barrichello (de novo atrás do seu companheiro de equipa) em sexto, ainda que possivelmente com mais gasolina.Na Red Bull, até se pensou num brilharete de Vettel, ao fazer o tempo mais rápido na Q1, mas o alemão apenas ficou-se pela segunda fila da grelha. Já Webber ficou em 19º, muito por culpa da obstrução de Sutil na sua volta rápida, o que deixou o australiano furioso. Alonso conseguiu levar o seu paralelepípedo a um honroso 7º posto, e pensar que ele achava que teria chances de ser campeão este ano… Quem muito dificilmente terá oportunidade de sequer permanecer até ao fim do ano é Piquet: apesar de ter finalmente passado para a Q2, saiu de pista na sua volta rápida e acabou em 15º.A Ferrari parece estar a recuperar o ritmo, ao conseguir colocar os seus dois carros na Q3, mesmo assim em 8º e 10º. Os italianos ainda assustaram a concorrência ao ficarem provisoriamente em 1º e 2º na Q1. Na McLaren aconteceu o mesmo, mas se Hamilton tem conseguido compensar o chassis defeituoso em 5º, já Kovalainen decepcionou ao nem passar da Q2. Pior está a BMW que está a descobrir que os meses de avanço em relação aos rivais na concepção do F1.09 foram para nada, ao ficarem em 13º e 14º.Na Williams, a vantagem de usar um difusor polémico não parece ter tantos resultados como na Brawn ou Toyota: os britânicos só têm conseguido ir à Q3 com Rosberg, pois Nakajima fica sempre na Q2. Não sei se o japonês tem futuro na F1… Na Force India, todas as esperanças foram por água abaixo, mesmo se Sutil esteve mesmo muiro perto de chegar à Q2. Buemi ainda tentou brilhar como em Shangai, mas o carro não o permitiu. Sempre foi melhor que o seu companheiro de equipa, que irá partir de último. Acho que o francês poderá estar a efectuar a sua última corrida de F1…

Será que o tecto orçamental funiona?

23 de Abril de 2009 Deixe um comentário

Quem não se lembra das mensagens de diminuição de custos apresentadas pela FIA (o famoso tecto orçamental), que foram consideradas como “um convite para os construtores abandonarem a F1”, com Jarno Trulli a dizer mesmo que “a F1 parece querer suicidar-se sem razão aparente”? Para as equipas grandes seria péssimo, já para os mais pequenos e os que querem entrar na Fórmula 1 seria óptimo. As equipas que aceitassem esta proposta teriam liberdade completa em fundo plano, asa móveis e motores ilimitados.

Na minha opinião, apesar do sistema poder fazer a F1 ter um campeonato paralelo, este sistema era excelente para reduzir os custos. Entende-se que os “ricaços” da F1 não gostem, mas com as alterações recentemente efectuadas a essa proposta por Max Mosley podem levar a uma melhor aceitação: o presidente da FIA afirmou que os valores gastos em marketing, hospitalidade, as ‘motorhome’ e os salários dos pilotos não faram parte desse orçamento. Creio que assim os construtores poderam avaliar melhor a sua opinião desta proposta.

A verdade é que já existem duas equipas com projectos bastante adiantados, e outras duas com projectos iniciais. A USF1 e a equipa com nome a anunciar de Tony Teixeira, têm já trabalhos em curso para a criação de monolugares. A USF1 já deu a entender a sua intenção de utilizar motores Cosworth e a equipa que terá a sua base em Portugal afirma não ter problemas em “arranjar” motores Ferrari. As outras duas são a Lola, que nunca atingiu grandes feitos na F1 e a Prodrive que está há dois anos para o fazer. Isto faria com que, após as dificuldades em relação à Brawn para ter dez equipas em competição, a F1 tivesse 14 equipas para 2010.
Categorias:Decisões, FIA, Regulamento

Próxima corrida – Barhain

22 de Abril de 2009 Deixe um comentário