Arquivo

Archive for Dezembro, 2008

Vettel quer título

26 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

Um dos protagonistas do Mundial de Fórmula 1 de 2008, o alemão Sebastien Vettel voltou a frisar que não quer ser rotulado de “novo Schumacher, mas sim como o ‘novo Vettel'”. Garante, no entanto, que a Ferrari já passou pelas conversas de ambos e que o seu objectivo máximo é tornar-se campeão do mundo.
O alemão, vencedor mais jovem de sempre de uma prova de F1, reforçou em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport que não quer ser comparado com o heptacampeão do mundo da modalidade, mas admite que a Ferrari já foi um dos temas de conversa com Schumacher, embora não de forma muito profunda.
“Não falamos muitas vezes”, começou por referir quando questionado sobre qual a sua relação com Schumacher. “Obviamente, a imprensa gosta de especular porque somos ambos alemães mas não gosto que digam que sou ‘o novo Schumacher’. Eu sou o novo Vettel!”, acrescentou, admitindo que “falamos de tudo sobre o automobilismo, desde karts até à Ferrari”.
Vettel garante, ainda, que nada mudou com a sua vitória em Monza: “Certamente, vencer um grande prémio dá-nos uma grande confiança para vencer outros e o título, mas continuo o mesmo”, explicou, lembrando que a temporada de 2008 não foi “incrível mas foi certamente muito boa”.
“Se a esperava? Não muito, na verdade, a começar pelo facto de termos começado a época com uma versão modificada do carro de 2007. No entanto, a equipa cresceu toda junta e a vitória de Monza foi um empurrão para todos, que durou até ao final da época”, explicou Vettel, que espera um 2009 não muito diferente das últimas épocas.
“Uma grande mudança [nos regulamentos] deveria ter efeitos evidentes na grelha e na pista. Mas as equipas com mais recursos acabarão por prevalecer, pelo que os favoritos são sempre os mesmos”, observou Vettel, que não coloca a Red Bull nesse lote.
“Será um ano interessante por causa das alterações técnicas e de regulamento, e para mim em particular que vou para uma nova equipa. Na qual o meu objectivo é sempre dar o melhor. E muito dependerá da qualidade da máquina e do trabalho da equipa”, referiu o jovem alemão, que não teve qualquer inveja do título conquistado por Lewis Hamilton.
“Não, nenhuma inveja. O Lewis fez um grande trabalho, marcou mais pontos e mereceu o título. Em Interlagos não pensei no título mais do que noutras vezes, simplesmente porque esse sempre foi o meu objectivo”, concluiu.

Talento, acima de tudo.
Anúncios

Mudanças na Force India (ou não)…

24 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

Tal como já fizera durante o GP da China, Vijay Mallya confirmou na semana passada Giancarlo Fisichella e Adrian Sutil como pilotos titulares da Force India para 2009, com Vitantonio Liuzzi a ser igualmente reconfirmado como piloto de testes e reserva da escuderia de Silverstone.
Segundo Mallya, “estamos plenamente satisfeitos com os nossos pilotos e como a continuidade é muito importante na Fórmula 1, estamos muito felizes de manter os nossos três pilotos para 2009. No próximo ano poderemos ir muito mais além do que nesta temporada e queremos andar no meio da tabela, marcando pontos com regularidade. A equipa vai ser muito mais competitiva e os nossos pilotos vão poder lutar pelos pontos.”
Excesso de optimismo?
Palavras muito optimistas, mais a mais quando já se sabe que o VJM02-Mercedes só vai estrear-se em testes duas semanas antes do embarque dos carros para Melbourne, deixando Fisichella e Sutil com pouquíssimos testes para acertarem o seu novo monolugar. Se Pedro de la Rosa, dado como provável na Force India, admitiu que, “o que aconteceu não me surpreende, porque me limitei a fazer um teste para ajudar a McLaren e a Mercedes a conhecer melhor a sua nova parceira”, já Paul di Resta continua convencido que as coisas podem mudar, “pois nenhuma porta está fechada e continuo a ouvir o meu nome ligado a uma passagem para a Fórmula 1 em 2009.” Daí que o melhor é mesmo esperar para ver, pois em dois meses e meio muita coisa pode acontecer e só quando o carro novo estiver pronto é que a Force India vai precisar de pilotos para o tripular.

Mas, ninguém espera isto, porque Vijay Mallya não é David Richards. Duvido bastante que o indiano deixe a McLaren fazer o que estes queriam fazer com a Prodrive. Fisichella e Sutil têm muito a agradecer ao indiano.

Outra vez a Prodrive…

22 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

David Richards continua a ser um dos principais interessados na compra da equipa Honda Racing, tendo já viajado para o Médio Oriente para procurar investidores que o apoiem na aquisição da formação de Brackley.
A informação foi avançada pelo jornal britânico The Mail, explicando que o patrão da Prodrive terá partido de jacto privado para o Médio Oriente, onde teria reuniões agendadas com possíveis investidores que suportem a compra da equipa
Em declarações à publicação inglesa, Richards explicou que “existe um grupo de pessoas no Médio Oriente que querem apoiar a minha entrada na Fórmula 1 e que foram muito específicos acerca disso”.
Suspeitando-se que tenha viajado para o Kuwait, Richards referiu que “é preciso concordar com o momento certo; (…) os investidores precisam de pensar bem antes de tomarem uma decisão. Terão que arcar com uma grande ‘buraco’ nos orçamentos, provavelmente por três anos, antes de equilibrarem as contas”.
Para Richards, a Prodrive, agora liberta da Subaru no WRC, é perfeitamente capaz de singrar na Fórmula 1, ainda que admita que a crise financeira global é um assunto que não pode ser descurado. “O sentimento e a percepção de relevância do automobilismo mudou nas últimas seis semanas devido aos problemas económicos”, referiu, acrescentando que o regresso à F1 é um dos seus desejos.
“É algo em que estou muito interessado, mas a grande questão mantém-se: será um desafio demasaido grande neste momento? É isso que eu tenho de saber”, asseverou.
Para que a sua entrada no pináculo do automobilismo se verifique, o britânico conta com alguns elementos de confiança e espera também poder contar com bons pilotos, como Jenson Button: “É um piloto excelente, do tipo que se quer quando se monta uma equipa”, afirmou.

Categorias:Rumores

Troca por troca…

22 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

De acordo com notícias postas a circular na imprensa japonesa, a Toyota pode estar prestes a trocar Jarno Trulli por Kamui Kobayashi como piloto efectivo para a temporada de 2009.
Os rumores referem a pretensão da marca nipónica em poupar parte do alto salário que aufere o italiano, acrescentando igualmente que, devido à crise, o Programa de Desenvolvimento de Jovens Talentos deverá ser desactivado. Trulli, que está na Toyota desde 2005, tem ainda mais um ano de contrato, mas pelos vistos poderá terminar mais cedo a ligação à Toyota.

A Toyota está outra vez a fazer algo que custou bem caro à Honda (ou BAR). Um piloto japonês numa equipa japonesa faz excelente publicidade…mas, o contrário pode também acontecer, como se viu em 2005 com Takuma Sato. A F1 anda a tentar livrar-se dos “velhos”.
Categorias:Rumores

E que tal 3 carros?…

18 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

Para além dos responsáveis e de todos os funcionários da Honda F1, há pelo menos uma pessoa com a mesma vontade que a venda da equipa nipónica se concretize: Bernie Ecclestone.
Neste momento, para Melbourne há “apenas” 18 monolugares confirmados na grelha de partida, e esse número colide com os contratos televisivos que a FOA detém com os inúmeros operadores. Ecclestone tem fama de ser um negociador duro, e por isso também não deve contar com cedências por parte de quem tantas vezes “espremeu”.
Por esse motivo, Ecclestone tudo fará para ter 20 monolugares na Austrália, e caso a Honda não consiga vender a equipa, não falta quem já avance possíveis soluções, como foi o caso da revista suiça “Motorsport Aktuell”, que avança com a sugestão de ser dada às equipas a opção de colocar três monolugares em pista.
Caso esta solução fosse adoptada, passariam a haver 27 carros em pista. A Ferrari, McLaren e mesmo a BMW e Wlliams, já disseram (antes do abandono da Honda) estar dispostas a isso, mas a verdade é que até Março muita água vai ainda correr debaixo das pontes…

Categorias:Rumores

"Alonso é um grande líder" – Luca di Montezemolo

18 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

A imprensa – especialmente a espanhola – bem tenta, mas a verdade é que Luca di Montezemolo lá se vai furtando diplomaticamente, e em grande estilo, às difíceis questões sobre Fernando Alonso.
Desta feita, em declarações ao jornal espanhol “AS”, Montezemolo teceu rasgados elogios ao bicampeão, referindo no entanto, que está muito feliz com sua actual dupla de pilotos, Kimi Raikkonen e Felipe Massa:
“Eu considero Alonso um grande piloto, um verdadeiro líder, e parece-me ser uma boa pessoa. Curiosamente, houve a possibilidade de o termos connosco quando ele ainda estava na Minardi. Mas ainda há tempo para que isso suceda. Se me perguntam se gostava de o ter na minha equipa, eu respondo dizendo que é claro que gostaria de ter pilotos como Hamilton ou Alonso. Mas acho que tenho de esperar por outra vida porque nesta já tive o Michael (Schumacher) e agora tenho o Kimi (Raikkonen) e o Felipe (Massa). Poderá suceder que dentro de dois anos diga alguma coisa diferente, mas de momento, estou muito contente com os pilotos que tenho.” referiu Montezemolo.

Não deixa de ser curioso é que ele diga que pode mudar de ideias, até porque à pouco tempo atrás ele quria ter na Ferrari uma dupla Alonso-Raikkonen. Mas, após este ano a performance de Massa terá “estragado” os planos.
Categorias:Figuras

Buemi quer Button como companheiro

15 de Dezembro de 2008 Deixe um comentário

Ainda sem contrato assinado no papel, Sebastien Buemi já fala à Toro Rosso. Em entrevista à revista suíça Blick, o jovem piloto surpreendeu ao dizer que gostaria de ter Jenson Button como companehiro de equipa para 2009.
“Espero um colega de equipa muito forte em 2009. Pelo que, o melhor de todos seria o [Jenson] Button”, referiu o suíço, lembrando, no entanto, que essa é uma possibilidade muito remota dada a possibilidade de alguém comprar a estrutura da equipa Honda.
Quanto às duas hipóteses mais plausíveis de serem os seus companheiros no outro Toro Rosso, Takuma Sato e Sebastien Bourdais, Buemi não se mostrou muito preocupado em escolher, preferindo dizer que foi o mais rápido dos três nos últimos testes realizados em Jerez.
“No teste anterior, em Barcelona, fui cerca de três décimos mais lento do que pilotos mais experientes, mas em Jerez tive o Bourdais e o Sato sob controlo”, explicou Buemi, que se confessou ainda ansioso pela comparação directa em pista com o seu antecessor, Sebastien Vettel.
“Na terça e quarta-feira o Vettel já estará presente, o que será uma boa comparação para mim. Há três meses atrás ele era melhor do que eu por dois décimos, mas agora estou em melhor forma porque tenho mais experiência”, revelou o suíço, que ainda carece de confirmação oficial como piloto da equipa italiana.

Após este diálogo do piloto suiço, não deixa de ser curiosa a sua confiança. Era deveras encantador se ele não entrasse na Toro Rosso, devido à sua arrogância.
Mas, sem ser “mauzinho”, acho realmente que ele será escolhido com Takuma Sato. É que a falta de interesse de Bourdais, leva a achar que este vai tentar lugar na “Honda” (entre aspas, porque será a equipa que comprar a Honda, veja a notícia abaixo).
Categorias:Figuras